Nós Somos Arádia

por Storm Faerywolf, 2017.

traduzido por Luiz Carlos Coutinho, 2018.

 

Sinto que nós precisamos de uma verdadeira Arádia agora, em nossas vidas.”

“Eu acho que nós precisamos ser Arádia, uns para os outros.”

#NósSomosAradia

 

Na obra folclórica de Charles Godfrey Leland, Aradia,ou o Evangelho das Bruxas,  de 1899, nos é contada a história de Aradia – filha de Trevas e Luz – um avatar feminino que desce à terra para ensinar à humanidade oprimida a arte da Bruxaria-como-resistência. Este não é o estilo de trabalho agradável da fertilidade e das flores, que muitas vezes é o foco de uma boa parte da Bruxaria moderna, por mais válida que seja, mas um imperativo sóbrio que visa os obstáculos à liberdade e até à sobrevivência básica.

Como dezenas de milhares estão prestes a perder seus cuidados de saúde e, em alguns casos, suas vidas, já que as agências governamentais estão oficialmente impedidas de compartilhar informações com o público, já que as declarações oficiais de nosso líder de governo expelem mentiras descaradas, e que o mesmo demonstra o narcisismo de uma criança petulante que finge ser nosso presidente, nos encontramos no alvorecer em potencial de uma nova tirania, operada de dentro do cadáver ainda quente de nossa experiência imperfeita em democracia. Nós estamos com medo. E estamos com raiva.

Nestes tempos, podemos aproveitar a força dos nossos mitos e da nossa magia. Minha amiga e irmã-da-arte Laura Tempest Zakroff escreveu sobre como a hashtag #WeAreAradia (#NósSomosAradia, em português) a inspirou, tanto para fazer arte, como também como um foco mágico. Ela está certa: não precisamos de avatares. Nós não precisamos ser salvos. Temos que nos salvar. Temos que salvar uns aos outros.

Isso significa todos nós. E isso significa toda a nossa magia também. #WeAreAradia (#NósSomosAradia) é um chamado à ação para bruxas e feiticeiras em todos os lugares: Levantem-se. Falem. Enfeiticem orgulhosamente. Nós oferecemos qualquer magia que pudermos para a causa da liberdade e resistência à tirania. Alguns de nós são curadores. Outros são artistas. Alguns são adivinhos. Ainda outros são guerreiros. Aradia não estava nos ensinando como capacitar nossos opressores, mas como derrotá-los. Será necessário reunir todas as nossas habilidades para sobreviver ao que vem a seguir, se prestarmos atenção ao que a história nos ensinou. Acredito que chegou a hora de as bruxas se lembrarem de nossa história. Tempos sombrios exigem artes sombrias.

Fonte: (http://faerywolf.com/wearearadia/)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s